Embora parecidos, os aplicativos de relacionamento são diferentes. As distinções podem tornar um app mais proveitoso para quem procura namoro, enquanto outro é mais focado em quer apenas sexo casual. Para que você não tenha que testar todos, explicamos as principais diferenças entre um e outro.

Aplicativos de relacionamento

Veja os principais apps do mercado e escolha aquele que melhor se encaixa em seu perfil.

Tinder

Provavelmente o mais famoso dessa lista, o Tinder tem mais de 50 milhões de usuários ativos. O funcionamento dele é bem simples e inspirou os outros: você vê o perfil de uma pessoa e decide se gostou dela ou não. Se o interesse for mútuo, vocês terão um “match” e poderão conversar. O serviço funciona por geolocalização, o que significa que mostrará apenas pessoas por perto. Você pode procurar por pessoas de qualquer gênero. Disponível para Android e iOS.

Kickoff

O Kickoff funciona de um jeito bem parecido, mas é mais limitado. Você poderá ver apenas 20 pessoas por dia. E todas elas precisam ter ao menos um amigo em comum contigo. É visto como um aplicativo para quem procura algo mais sério e não quer se aventurar muito longe do universo em que vive, podendo “checar as credenciais”. Disponível para Android e iOS.

Happn

Quem nunca se apaixonou no ônibus? Ficou lá, trocando olhares com a pessoa, mas não teve coragem de começar uma conversa. O Happn serve, principalmente, para esse tipo de situação. Se, por acaso, aquela sua breve paixão também estiver usando o aplicativo, vocês poderão conversar.

O Happn funciona por geolocalização e mostra as pessoas que cruzaram seu caminho ao longo do dia. Se você gostar de alguém e a recíproca for verdadeira, vocês terão um “crush” e poderão cruzar mais algumas vezes. Disponível para Android e iOS.

Bumble

Criado por ex-funcionárias do Tinder, o aplicativo é bem parecido, mas tenta colocar as mulheres em posição mais central. No Bumble, depois do “match”, só as garotas podem começar a conversa. A ideia é evitar a abordagem agressiva que alguns caras têm em outros apps.

O aplicativo também ajuda a evitar outro problema comum no Tinder: pessoas que combinam, mas nunca conversam. Se a garota não começar o papo em 24 horas e o garoto não responder no dia seguinte, a combinação será desfeita. Disponível para Android e iOS.

OkCupid

O aplicativo mais tradicional dessa lista: o OkCupid foi criado em 2004. É claro que nesse tempo ele se transformou bastante. O serviço é um pouco mais complexo e completo que seus concorrentes.

O grande diferencial é seu sistema de perfil. No aplicativo você pode responder perguntas sobre relacionamentos, drogas, religião, política e outros temas. Quando for conhecer uma pessoa nova, o serviço te dirá o quão parecidas são suas opiniões. Disponível para Android e iOS.

Grindr e Her

A maioria dos aplicativos de relacionamento têm a opção de conversar com pessoas do mesmo gênero e orientação sexual que você. Mas nenhum deles é pensado especificamente para LGBTQ. Não é o caso do Grindr, voltado a homens gays ou bisexuais e o Her, para mulheres gays ou bisexuais. Disponíveis para Android e iOS.

RELACIONADOS
DEIXE UM COMENTÁRIO

Entrar na Área Restrita